Norueguices

Regressados de Ålesund

IMG_8288

Pois bem, foram dois dias em cheio, passeámos muito e sem ter que correr de um lado para o outro. Queríamos única e exclusivamente conhecer a cidade, pois é perto daqui e sabemos que vamos voltar – dessa vez para a usar de base para outras aventuras. Cabeça de viajante nunca pára de fazer planos! 😀

Curiosidade: o nome desta cidade pronuncia-se “Ólé-zunde”. Mais ou menos isso 😀

E então… O que fazer em Ålesund?

Venho aqui deixar algumas informações mais práticas sobre o que andámos a fazer e alguns preços. No nosso caso voámos para Ålesund, por isso o transfer foi feito de acordo com isso. Tentámos fazer tudo o mais low-cost possível, pelo que este artigo vos dará ideia do que é low-cost na Noruega.

  • Vôos Oslo-Ålesund/Ålesund-Oslo com a Norwegian, tarifa mais barata e comprados em promoção: 299 coroas por pessoa (aproximadamente 33€);
  • Autocarro de Vigra para o centro da cidade: 660 Flybuss -> 139 coroas por pessoa, ida e volta (aproximadamente 15€);
  • Bilhetes para o Atlantic Sea Park: 180 coroas por pessoa (aproximadamente 20€);
  • Subida a Fjellstua: gratuita;
  • Alojamento no Scandic Parken 4*, 1 noite com pequeno-almoço para duas pessoas: 985 coroas, em euros será à volta de 106;
  • Entrada no museu Waldehuset: gratuita;
  • Alimentação para os dois dias terá sido à volta de 100€.

Se tiverem alguma pergunta por favor coloquem, nos comentários ou por email.

Algumas coisas já partilhei no artigo anterior, e queria agora falar um pouco da subida a Fjellstua pois foi espectacular. Fjellstua é o nome dado ao miradouro que se situa no topo da montanha de Ålesund, a qual se chama Askla. Para chegar a esse miradouro, há que atravessar primeiro o parque da cidade, que é dos mais bonitos que já vi – pequeno e aconchegante, no sopé da montanha. Depois inicia-se a subida por um caminho estreito, aos S pela montanha acima, que rapidamente se transforma em escadas. Essas escadas são constituidas por 418 degraus, com algumas pausas e pequenos miradouros pelo meio. A vista é de cortar a respiração, um passeio que toda a gente deveria fazer pelo menos uma vez na vida. 🙂 Espero voltar a desfrutar dela!

Ao longo desta subida encontrámos vários noruegueses, de todas as idades e formas, e fazer o seu exercício diário. Ou seja, correr para baixo e para cima naquela escadaria! Não é para todos… 😮

Já agora: vou adicionar ao artigo anterior alguns vídeos e imagens, que na altura em que o escrevi ainda não estavam disponíveis, do Atlantic Sea Park.

E quero também partilhar algumas imagens da nossa visita a Waldehuset, e respectiva história. É conhecida como “casa que não ardeu”, uma casinha em madeira recuperada e transformada num mini-museu e café. Um sítio muito giro e acolhedor, onde podemos ouvir histórias que vão agradar a muitos crentes. Reza a lenda que o habitante desta casa, enquanto o resto da cidade ardia, ficou no seu quarto a ler a Bíblia… e por isso se salvou. Há quem diga que foi um anjo que o protegeu. As donas da casa estão lá, prontas a receber-vos e a partilhar esta história, meio em inglês meio em norueguês. É uma visita engraçada, e no fim provamos uns bolos deliciosos! 🙂 Vale a pena, crente ou não crente.

img_8358b36b613b-c201-4198-a778-7609ee315bbca1a44144-7e4a-4503-9656-6a44c090451d

E pronto, fica assim a ideia geral do nosso passeio, o report completo vou (como sempre) partilhar no Portal das Viagens – fórum de viagens onde participo há alguns anos.

Há várias peripécias que vos quero contar, mas isso fica para outros posts.

Espero que gostem!

2 opiniões sobre “Regressados de Ålesund”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s