Pensamentos Aleatórios

Vira o disco e toco o mesmo

Não sou muito de me meter em “reflexões de passagem de ano”, mas como tenho o Lugar à Janela vou tentar partilhar convosco como me sinto em relação a 2017 e/ou o que espero de 2018. A vida já me ensinou que num ano cabe muita coisa, e que há sempre imprevistos que mudam tudo, não vale a pena metermo-nos com grandes planos…

Em 2013 a minha vida deu duas reviravoltas que eu jamais teria esperado, e aconteceu tudo numa questão de meses. No início do ano estava na minha “vida normal”, pelo meio já andava pela Alemanha a trabalhar e no final mudei-me para Oslo. Ou seja… Se algum de vocês sonhar com uma mudança destas, mesmo que não tenham nada em vista agora, não percam a esperança! Se quiserem a sério ela há de vos encontrar. Foi o que aconteceu comigo.

2017 foi um ano muito bom. Aliás, quase todos os anos desde 2013 têm sido muito bons. Considero um ano bom quando tive várias oportunidades de desenvolvimento pessoal, e isso tem-se concretizado cada vez mais. Valorizo pequenos momentos e lições, procuro andar atenta à mais pequena maravilha no dia-a-dia, e posso dizer que com essa atitude tenho sido muito feliz.

Sobre 2017, para levar para 2018…

Uma lição: Não viver de contagens decrescentes, mas aproveitar cada dia e cada momento, esteja onde estiver.

Uma mudança: Tornei-me mais saudável, comecei a comer melhor e a fazer exercício regularmente.

Uma tristeza: Aperceber-me que ainda há muita podridão no mundo, mesmo na nossa sociedade dita “desenvolvida”. Especialmente machismo, que às vezes quase passa despercebido (tal é o hábito!), e o qual tem mexido cada vez mais comigo…

Uma alegria: O nascimento do Lugar à Janela e os meus queridos leitores (que sim, eles existem!!).

Uma saudade: Gatos! Da minha querida Tinkerbell

Um passeio: Bergen e os fiordes noruegueses, com os meus pais. Foi memorável!

Uma irritação: Estarem constantemente a perguntar-me se “já sou casada e tenho filhos”, como se houvesse uma qualquer obrigação da minha parte que desconheço… Deve ser da idade!

Um novo hábito: Batons de cores vivas, descobri que adoro e que me complementam o estado de espírito no dia-a-dia.

Um livro: Ao todo li 24, e da minha autora favorita foram dois. Escolho um desses dois… The Secret Place, Tana French !

Um filme:Dunkirk, Christopher Nolan; por mostrar que é possível retratar a guerra e a natureza humana sem recorrer a cenas de violência explícita

Uma comida: Provei pela primeira vez humus, no restaurante Agrabah, e gostei bastante.

Uma amizade: Esta é difícil mas vou eleger a A, porque tem sido a minha companheira dos turnos longos e visitas a lojas esquisitas (espero que entendas isto em português 😀 )

Uma prenda: A da C, uma fã do blogue, que nos enviou um livro com uma lista de lugares para visitar na Noruega… enchendo-me de trabalho para 2018 😀

Uma música: Também é difícil… Mas vou escolher uma de Dermot Kennedy, pois espero vê-lo ao vivo em 2018.

Espero que 2018 seja tão bom ou melhor para mim do que este ano foi. Não tenho grandes expectativas, excepto o concerto que referi acima e a viagem que referi aqui, mas acho que com a mente aberta e vontade de aventura hão-de sempre vir coisas boas.

Quanto ao blogue, espero vê-lo crescer e contar com o vosso feedback (que tem sido excelente!) para saber o que querem ver mais/menos por aqui. A verdade é que adoro isto, adoro finalmente poder escrever e usar isso para construír algo! Tenciono publicar mais conteúdo sobre a vida na Noruega, e se quiserem fazer perguntas isso ajudaria imenso. Não se esqueçam de me seguir nas redes sociais!

Desejo-vos uma boa passagem de ano e que se sintam felizes e realizados, para a festejarem em grande!

Bom 2018. Cá estaremos. 🙂

11 opiniões sobre “Vira o disco e toco o mesmo”

  1. Um Feliz 2018!
    Que seja um ano de realizações pessoais e profissionais. Que as viagens estejam sempre presentes na tua vida, e nos venhas fazer o relato dos teus dias, algures por aí. Que os pequenos momentos se transformem em grandes momentos. Que a janela deste teu blog se abra para o mundo todo para que todos sem excepção tenham a oportunidade de conhecer as norueguices da vida!
    Até ao novo ano, Maria! 🙂 ❤

    Liked by 1 person

  2. Que em 2018 se cumpram viagens mas também sonhos, projetos, objetivos e sobretudo que a alegria, a capacidade de sonhar, de aproveitar cada momento, de saborear cada pormenor, nunca faltem. Que a vida sorria sempre e sempre consiga retribuir o sorriso.
    Será um gosto poder acompanhar vivências ou apenas estados de alma num lugar à janela.
    Feliz 2018! 🎉

    Liked by 1 person

  3. Vou pensar no assunto… Em como integrar isso no Lugar à Janela. Agora estou a ler “Stumbling on Happiness”, de Daniel Todd Gilbert; e “The Cuckoo’s Calling”, de Robert Galbraith. E tu? 🙂
    Feliz 2018!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s