Dar valor

Talvez uma das maiores lições que os últimos anos me ensinaram – a dar valor. É fácil queixarmo-nos da vida, difícil é reconhecermos as coisas boas que estão aqui todos os dias e às quais já nos habituámos e temos como garantidas. Ou mesmo reconhecermos o valor da própria vida, em que cada dia é uma dádiva! E, acima de tudo, e o que  verdadeiramente motivou este artigo… Dar valor ao chão que pisamos! *oi*

Quê?

Pois é, experimentem saír de casa e querer andar só uns 200 metros até ao supermercado ou à vossa loja favorita e quando dão por vós estão a patinar em gelo. Cada passo é um perigo, um mini ataque cardíaco, uma pequena aventura. “Não é pêra doce”, já se dizia lá na minha terra! E eles diziam isso sem nunca terem tido gelo no chão…

Hoje fui ao ginásio sabem. Ando a portar-me bem e a fazer o meu exercício físico, todos os dias. O problema é que o ginásio ainda fica longe, e eu também ando a ver se poupo uns trocos nos transportes e por isso as perninhas fazem o serviço todo… Ontem nevou e depois durante a noite choveu, o que dá um belo cocktail de perigo no chão. A coisa atinge tal proporção que eu já não sei onde me estou a exercitar mais: se no ginásio ou nas longas e demoradas caminhadas neste chão instável. É um mimo, para quem quiser fortalecer as coxas!

Bem andam por aí as máquinas a espalhar sal e gravilha nos caminhos, mas até cobrirem a cidade toda ainda demora, e mesmo assim é perigoso. Tenho que dizer (a vocês e a mim mesma) que este ano já estou melhor, o esqui ajudou a temer menos este chão, e quando deslizo mantenho-me firme e tento não entrar em pânico… Ainda não caí, nem costumo caír, mas o medo de me espetar está sempre lá. Não sei o que será pior, partir uma perna ou o ridículo de ser claramente estrangeira no meio de tantos nórdicos patinadores e me espalhar ao comprido sem classe!

Lá na minha terrinha é Carnaval e hoje dei por mim a desejar estar lá, no meio da alegria e samba, num chão mais sujo mas menos gelado. Depois desse pensamento percebi que já estou um bocadinho farta do Inverno. É longo, e em Fevereiro começa a meter nervos… Continuo a adorar a neve, mas no centro da cidade nunca deu nem dará jeito. E o sol, onde anda? Já nem me lembro do que isso é, pela janela só vejo noite…

Felizmente aproxima-se a data das férias, e aí posso queixar-me do calor! Ou se calhar é melhor não, porque tenho que dar valor.

2 thoughts on “Dar valor

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: