Sucesso ou fogo-de-vista?

Devo a inspiração para este tópico a um senhor chamado Alain de Botton, a outro do qual não me lembro do nome e a uma amiga com quem troquei impressões sobre o assunto. Em honra ao primeiro vou partilhar aqui a sua TED talk, sobre o segundo a minha visão pessoal das interacções que tivemos (e espero que ele nunca chegue a ler isto, senão pode gerar-se uma situação constrangedora…) e quanto à amiga, essa acompanha o blogue e vai reconhecer-se neste primeiro parágrafo. 🙂

Para começar vou definir sucesso e fogo-de-vista. Sucesso é uma coisa/situação que tem um bom resultado, fogo de vista é algo que causa impressão pela aparência mas pouco ou nada tem de conteúdo ou que não é real.

Na passada terça-feira estava eu num evento do Revolut aqui em Oslo quando um dos outros convidados me abordou – aparentemente interessado em conhecer-me. Fez-me várias perguntas sobre quem/de onde sou e, claro, “o que faço”. Esse senhor devia estar à espera de uma resposta brilhante, pelo seu ponto de vista e padrões, algo do género “sou presidente dos EUA”. A reacção dele ao meu emprego (e ao de quem estava comigo) foi perguntar imediatamente “ah sim, então o que estás tu a fazer aqui?”. A resposta que dei – interesse e curiosidade – não pareceu corresponder às suas expectativas. Pelo que ele me disse tem a sua própria empresa e estava ali com investimentos em vista, e o que eu subentendi é que na sua cabeça um comum mortal com interesses comuns (ler com sarcasmo por favor) não tem lugar no mesmo meio. Aturei-o um bocadinho, porque apesar de tudo continuou interessado em saber mais sobre a minha espécie rara, e depois afastei-me educadamente e a rir-me por dentro – já levava na mente este artigo e as palavras do Alain de Botton.

Com a minha amiga conversei ontem sobre estas pessoas, as que se aproximam dos outros para saber informações específicas e a partir daí tiram as suas conclusões e ficam satisfeitas ao achar-se mais/menos do que o interrogado. Normalmente, para além de assumirem que nos conhecem com base nisso, até o pregam a quem quiser ouvir. Pessoas que se estão constantemente a comparar com os outros. Deve ser exaustivo…

Santorini_LugaraJanela
Pôr-do-sol em Santorini, verão de 2017 – brinde ao sucesso!

Então assim sendo… E ao ver como é tão fácil para os outros opinar sobre o meu sucesso (ou falta dele)… O que é o sucesso para mim? O que é que me deixa de consciência tranquila, mesmo perante os assaltos do mundo à minha noção de felicidade? Não vou dizer, é pessoal. Mas posso dizer-vos isto: o meu sucesso é meu, sou eu que o defino, pelos meus padrões. Sou eu que o celebro ou é comigo que me vou chatear, se não atingi o esperado.

O senhor que me abordou no evento Revolut é bem sucedido, ele acha que sim, e eu acredito – mas não trocaria de lugar com ele. O sucesso é relativo, e eu acho é que devíamos deixar de nos gerir pelos padrões que pessoas assim nos querem incutir. Isso só diminui as nossas capacidades e faz-nos perder o foco naquilo que realmente queremos e o que deveríamos fazer para o alcançar. Esse sucesso também não tem, desenganem-se, de passar pelo emprego/dinheiro que ganhamos! Havia de ser um mundo bonito, se fossemos todos chefes de ninguém, e por aí fora…

O resultado de investirmos as nossas energias em tentar alcançar o sucesso dos outros é fogo-de-vista. Eu posso dizer-vos: se de facto fosse presidente dos EUA (apesar de fazer melhor trabalho que o Trump, espero) seria extremamente bem sucedida do ponto de vista de muita gente, mas duvido que me sentisse de acordo com isso. Acho bem mais provável que, mediante a minha personalidade e aspirações, passasse o tempo a desejar voltar ao meu “emprego comum” e acima de tudo às férias e anonimato… Mas em termos de fogo-de-vista seria uma absoluta sensação, aposto que as visitas ao Lugar à Janela disparavam e se tornava logo famoso! Se tivesse tempo para o escrever, claro… 🙂

Caso não vos tenha convencido, ouçam este senhor, ele tem um sentido de humor extraordinário e uma linha de pensamento ainda melhor:

Cada vez mais noto que quando uma pessoa é realmente bem sucedida, e pelos seus próprios padrões, a necessidade de se comparar com outros diminui bastante ou torna-se até inexistente. Só há inveja quando não estamos bem na vida… Ou, melhor dizendo, bem COM a vida!

Até daqui a uns dias, desejo-vos muito sucesso e pouco fogo-de-vista!

5 thoughts on “Sucesso ou fogo-de-vista?

Add yours

  1. O teu sucesso é este blogue, é poderes escrever o que te apetece, o que te dá ” na real gana”, o que te vai na alma e sentires que isso te faz bem e te ajuda a realizar os teus sonhos. Talvez esse senhor de sucesso que te estranhou não saiba sequer o que é escrever por talento ou puro prazer, se limite a declacar números ou estereótipos.
    A mim dá-me prazer ler artigos destes e ver que um simples blogue, despretencioso, tem tanto conteúdo. Talvez por isso tenha ao fim de tão pouco tempo tantos seguidores! Se isso se chama sucesso? Talvez. Mas o importante é ser fiel às suas ideiaa e princípios. Nunca abdiques disso!
    Estás no bom caminho. 😊😊

    Liked by 2 people

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: