Janelinha Pop-up

Mudar de medos

Março foi tão longo, mas voou.

Nasceu o “Cotãozinho”, mais conhecido por Ragnarok – porque foi assim que os meus sobrinhos o apelidaram. Mas ele tem nome! Um nome de origem escandinava com um -o no fim, o que o torna difícil de pronunciar para os noruegueses mas familiar para os portugueses – Gustavo.

Março-1
O nosso primeiro passeio

A nossa hora não foi pequenina. Foram várias horas, tantas, e bem longas… Um autêntico pesadelo, ou melhor… uma sucessão de pesadelos tornados realidade. Mais ou menos até metade do processo estava a correr tudo bem, e depois começou inesperadamente a correr tudo mal. Confesso que nunca pensei passar por aquilo, mesmo depois de ouvir tantas histórias de terror. Estava calma e a fazer tudo certinho, tudo o que me mandavam, mas às vezes nem isso nos vale. Ficou o trauma, que já rendeu muitas lágrimas, e que nos valeu aos dois uma semana no hospital depois daquilo. Mas não se preocupem, não vos vou aborrecer com pormenores. Ficou na história, na minha história. Na nossa história.

Março-2

Em Março mudei de medos. Venci os meus, ou fiz por os meter de parte nas horas da verdade, e dei tudo por Ele. A dor e o medo não importaram mais, quando me disseram que Ele estava em risco. Dei realmente tudo por Ele, e ainda bem que o fiz. Ele merece! O meu medo passou a ser o sofrimento dele. Ele que foi sempre forte, um lutador – não poderia estar mais orgulhosa deste meu bebé.

Quando finalmente tivemos alta do hospital eu nem queria acreditar! Chegar a casa com Ele foi um alívio que eu desconhecia necessitar. Tantas emoções e cansaço acumulado… Digamos que esta minha introdução à maternidade foi uma aula exigente.

Apesar de tudo o saldo é positivo. Se eu tinha dúvidas que saberia ser mãe, elas evaporaram-se. Isso sabe-se desde o primeiro segundo, desde aquele momento em que – independentemente do cenário de terror que nos rodeia e das dores e do medo – tudo o que queremos é ouvi-los chorar pela primeira vez e saber que estão bem. O instinto de mãe é fenomenal, aquele instinto que não me deixou dormir nas noites em que Ele esteve internado, e que me permitiu finalmente descansar quando Ele voltou a passar a noite comigo. Que me manteve atenta e capaz, apesar da exaustão do corpo e da alma, durante as más notícias. Que me trouxe sorrisos abertos e gratidão durante as boas.

Agora os meus medos são por ti, pequenino. Vamos lá iniciar esta aventura! A fingir que fazemos reset e que começa agora, com as boas energias que merecemos. Prometo dar sempre o meu melhor, e o pai-herói F também!

Esta é também uma história de gratidão para com quem nos acompanhou, e disso falo aqui.

PS: Deixo aqui a música que me acompanhou nesta história e que me ajudou sempre a respirar fundo. 🙂

~~~~~~~
O
Lugar à Janela nas redes sociais:
FacebookInstagramPinterest * Twitter

Follow my blog with Bloglovin

20 opiniões sobre “Mudar de medos”

  1. Muitas felicidades para a ti e para o teu pequenino príncipe e guerreiro! Não sou mãe mas nem quero imaginar o que passar por um momento desses e o coração e ansiedade tudo no meio mas o que interessa é que já passou e agora está tudo bem! Tudo de bom para vocês! Beijinhos ♥

    Liked by 1 person

  2. Olá Gustavo. Bem vindo a este mundo louco onde acreditamos que as próximas gerações possam fazer melhor! Beijinhos para a jovem mamã e felicidades para esta família a 3 que agora se inicia. Parabéns!

    Liked by 1 person

  3. Ser mãe é sem dúvida a maior das viagens. Por vezes o início é muito difícil, é verdade, mas importa é que já passou, e verá que a pouco a pouco as memórias mais dolorosas vão-se diluindo. E serão bem recompensadas. O importante é estar pronta para aproveitar, viver imensamente, essa aventura emocionante. Porque eles crescem tão rápido!! Beijinhos ♥️

    Liked by 1 person

  4. Creio que tudo está dito nos comentários anteriores.
    O tempo atenua os momentos difíceis, sendo certo que o Gustavo (muito prazer em lhe conhecer a mãozinha!), ajudará na “arrumação” desses momentos mais negativos em que ele próprio foi o centro da questão. Ou seja, ele será a solução!
    E estou certa que será um belo futuro a três.
    Muitas felicidades para a família!

    Liked by 1 person

  5. Cresce rápido de facto, as feições vão mudando com uma rapidez impressionante. É um privilégio seguir isto de perto! Muita coisa a aprender, todos os dias, mas estou a gostar bastante desta viagem. Parece que o livro de instruções já estava cá dentro! 😊 beijinhos

    Gostar

  6. É uma mãozinha fofa, fartei-me de sonhar com ela. O tempo tudo cura, já dizia “o outro”. Entretanto já entrámos no ritmo de recém nascido, cá em casa, e as aventuras sucedem-se! 😊 beijinhos e muito obrigada

    Liked by 1 person

  7. Lamento que as coisas se tenham complicado e não tenha sido uma experiência positiva. No entanto fico feliz que ele nasceu com saúde e que ambos estão bem. Que agora seja o inicio só de coisas boas 🙂

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s