Pensamentos Aleatórios

A Passagem

a passagem

Título original: The Passage 
Título em português: A Passagem (em PT este livro está dividido em 2 volumes)
Autor: Justin Cronin
Ano de publicação: 2011
Número de páginas: 766 

> Resumo

“Primeiro, o imprevisível: a quebra de segurança numa instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados numa experiência militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos vestígios de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue.

Depois, o inimaginável: ao escurecer, o caos e a carnificina instalam-se, e o nascer do dia seguinte revela um país – talvez um planeta – que nunca mais será o mesmo. (…)

Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de 6 anos e a única criança usada na experiência que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada – através de décadas e milhares de quilómetros – até ao lugar e ao tempo que deverá pôr fim ao que jamais deveria ter começado. (…) ” (fonte: Goodreads, com uns ajustes da minha parte)

> A minha opinião

Este entrou na minha vida para se tornar um favorito, contra tudo o que eu esperava (histórias com vampiros por norma repelem-me). Vi na Fox o anúncio da série The Passage (que ele inspirou), fiquei curiosa e fui pesquisar pelo livro e ler o seu resumo. Intrigou-me imediatamente por prometer uma narrativa passada ao longo de séculos; encontrei-o na biblioteca e requisitei. [Já agora, a série é MUITO diferente!]

Li a primeira parte em norueguês e eventualmente fui comprar a versão original porque comecei a aperceber-me que a escrita do autor era tão boa que estava a cometer um crime. Sabem quando estamos perdidos nos pensamentos e começamos a divagar, revisitar momentos da nossa história e analisá-los, etc? O Justin Cronin consegue meter-nos a fazer isso, mas pela cabeça das personagens. É muito, muito bom. Quem não adora livros centrados nas personagens provavelmente irá achá-lo lento e aborrecido, atenção! Elas são muitas, minunciosamente apresentadas e por vezes o leitor questionar-se-á quem é este/esta porque aparecem do nada e aparentando não ter ligação ao resto da história.

A ideia da passagem do tempo é bem abordade e ilustrada e a obra tem excertos lindos que tocam no coração (perigo de lágrimas!). Está dividida em diferentes partes, seja cronologicamente ou mesmo pelo tom e estilo da escrita; produz a ilusão de que lemos não um mas vários e distintos livros. É como ir a uma feira de diversões para leitores! A alusão ao destino e ao Divino é óbvia e permite uma interpretação subjectiva.

A Passagem é o primeiro volume de um trilogia e vou agora no último. Os três livros estão excepcionalmente bem interligados e acabam por actuar como um jogo de pistas uns para os outros.

Foi a primeira vez que li ficção (pós)apocalíptica; sei que há imensos livros do género mas não posso fazer comparações. Numa escala de 0-5, dei-lhe 5 estrelas – honra que reservo a poucos. Não foi perfeito porque não existe nenhum assim – e houve até uma parte que detestei… – mas no seu todo está fenomenal. Haja Justin Cronins no mundo, a escrever para mim! 😀

> Citação favorita

Tantas… Mas taaantas…! Foi difícil escolher! O verdadeiro fã do Lugar à Janela irá entender porque seleccionei esta 🙂 :

Then another thought had come to her, dawning with a simple clarity: a baby. She was going to have a baby. (…) A baby wasn’t an idea, as love was an idea. A baby was a fact. It was a being with a mind and a nature, and you could feel about it any way you liked, but a baby would’t care. Just by existing, it demanded that you believed in a future: the future it would crawl in, walk in, live in. A baby was a piece of time; it was a promise you made that the world made back to you. A baby was the oldest deal there was, to go on living.

~~~~~~~
O Lugar à Janela nas redes sociais:

FacebookInstagramPinterest * Twitter

Follow my blog with Bloglovin

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s