Pensamentos Aleatórios

A voz a tremer

Estive a meter o meu filho na cama e, apesar do esforço para não lhe mostrar o lado negro, terminei a música de embalar com a voz a tremer.

Fechei a porta do quarto, vim buscar o computador e sentei-me para escrever. Amanhã é o primeiro aniversário dele e não quero chegar lá com este nó na garganta. Para além disso, se escrever, pode ser que isto sirva para alguma coisa – talvez despertar alguém teimoso que ainda não viu a gravidade da situação.

Sim, estou a falar do recentemente famoso COVID-19. Apesar das medidas estarem a ser mais ou menos as mesmas na generalidade dos países, particularmente desde que a OMS declarou o coronavírus como pandemia e alertou para a urgência em tomar medidas mais severas para o tentar conter, aqui na Noruega já a crise vai bem mais avançada que em Portugal (à data de hoje). Infectados confirmados são mais que 1000 e já tivemos as primeiras mortes. Em breve devemos fechar as fronteiras, e sabendo o leitor que eu trabalho no aeroporto já podem começar a imaginar o que isto acarreta…

Indo directa ao assunto, posso dizer-vos que eu e o F neste momento estamos sem trabalho – só com esperança de melhorias quando esta crise terminar. Numa questão de dias a nossa vida virou do avesso, e quantas mais não haverá assim…! Tudo por causa do efeito nefasto que este vírus está a ter nas pessoas e nas economias, e mesmo assim ainda há quem não o leve a sério…

É quase irónico (de uma forma terrível) que o artigo anterior a este tenha sido sobre o ponto alto da nossa vida de emigrantes, para hoje estar a sentir mais que nunca o imenso peso que isso pode trazer. As incertezas que esta situação traz multiplicam-se tantas vezes mais por estarmos aqui sozinhos, e em breve trancados. Recebendo as notícias do nosso país e as deste também, tentanto equilibrar tudo no coraçãoe cheios de medo pelos nossos que estão lá longe.

Por isso, oh pessoa que acha que está na boa, ou que ficar em casa não é assim tão importante, isto pode ser para ti. Se calhar ficar doente não te assusta… Até podes não contraír o vírus, ou podes não ver alguém que amas sofrer/morrer com ele, mas leva o nosso exemplo… Estamos saudáveis, até ver, mas mesmo assim somos vítimas disto. Pode acontecer-te, sabes, e se pelo menos isto servir para te dar juízo… melhor.

Boa noite, caro leitor. E os nossos sinceros votos que esteja tudo bem por aí. Amanhã é outro dia, amanhã aqui celebramos o primeiro ano do Cotãozinho com alegria (e em casa!), e depois logo se vê.

Vamos ser Humanos decentes e pensar nos outros, não só em nós. A mínima acção, ou ausência dela, pode neste momento ter um impacto decisivo na vida de alguém.

Vamos vencer isto, juntos. Estou optimista, a sério! Pouco a pouco, as coisas vão ao lugar. E quem sabe não saímos disto sendo melhores pessoas, com a noção de quanto tudo é frágil mas mais capacidade de viver o dia-a-dia com gratidão e sorrisos sinceros…

Termino a lamentar todas as perdas, todos os que estão a sofrer com a doença ou com medo dela. Lamento, lamento tanto. Lamento que hoje em dia seja tão fácil ver tudo na internet e mesmo assim virar a cara para o lado e esquecer.

Até amanhã! Que o sol brilhe, caro leitor, e nos entre pelas janelas.

9 opiniões sobre “A voz a tremer”

  1. Curioso como não tinha notado que acompanho o teu blogue há tanto tempo (comecei ainda estavas grávida).
    Hoje senti o mesmo mesmo de que falas e a mesma necessidade de escrever para ser se os pensamentos se arrumavam um pouco e se conseguia ficar com outro ânimo.
    Tenho a firme esperança que quando tudo isto passar estaremos transformados, de alguma forma, em melhores seres humanos. Tudo a correr pelo melhor!
    Pensamento positivo! O cotãozinho precisa!

    Liked by 1 person

  2. Post intenso e sentido profundamente. Por quem escreve e por quem lê.
    Mas sendo positiva (e também consciente), acredito no espírito do antepenúltimo parágrafo do texto: “Vamos vencer isto juntos. Estou optimista…..”
    Eu também.
    Muitos parabéns à família pelo aniversário do cotãozinho. Que seja um dia de união e de muita ternura!

    Liked by 1 person

  3. Primeiro que tudo, muitos parabéns ao Cotaozinho e aos pais! Um ano!!! O tempo voa!
    Quanto ao teu post, ufff li-o também com um nó na garganta. Partilho a tua preocupação, o susto dado a esta situação tão inesperada e o receio pelo que ainda está por vir. Aqui em Espanha a coisa está muito complicada também…. quero estar positiva e estou, mas a situação é preocupante. Desejo que tudo passe rápido e que consigamos sair desta. Boa sorte para vocês, que a vossa situação laboral se resolva em breve.
    Um abraço de Barcelona.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s