17 de Junho…

... É exactamente um mês depois de 17 de Maio. E a 17 de Maio a Noruega fez anos, só que eu esqueci-me de partilhar um post sobre isso aqui no blogue... Vamos imaginar que foi de propósito, vá. Uma jogada de marketing! E celebremos o 17 de Junho, já que quem manda aqui sou... Continue Reading →

Turista(r) em Oslo

Este artigo aterra aqui como complemento ao "Como visitar Oslo", no qual indico locais a não perder na minha cidade, mas desta vez falarei de coisas como transportes e alimentação, etc. Elaborei-o a pensar nas perguntas que tantas vezes me fazem, especialmente desde que tenho o blogue, e espero não me ter esquecido de nada.... Continue Reading →

Nacionalidades

A caminho de casa, passam duas crianças por mim, vão a rir-se e a brincar uma com a outra. Uma tem feições indianas, a outra é asiática, talvez coreana. Ambas parecem ter o norueguês como língua materna. Eu sou loura de olhos azuis, muitos pensam que sou de cá, e bem podia sonhar falar como... Continue Reading →

Pipocas doces…

... É coisa que não há, por aqui. Se falares de pipocas doces a um escandinavo a reacção vai ser de choque total. "Pipocas doces!? Que nojo! Isso come-se??" - o que nos leva a pensar que eles não sabem viver a vida, porque a vida não é bem vivida até se comer pipocas doces... Continue Reading →

Oslo, o rio e as bicicletas

Desconfio que São Pedro lê o meu blogue (oh para mim subitamente religiosa!) e que até vai com a minha cara. Desde que aterrei em Oslo, vinda de Bangkok, e vos confessei que não me apetecia voltar ao Inverno norueguês... não voltei a vê-lo! Temos tido semanas de sol e alguma chuva de vez em... Continue Reading →

Lavar as “verandas”

O meu perfeccionismo não me deixou meter o trocadilho sem aspas, acho que se o fizesse começava a hiperventilar... 😀 Não, o título não é um erro. Veranda é uma palavra adoptada pelos noruegueses para dizer... varanda! Também se pode dizer balkong ou terrasse, mas veranda conquista facilmente um lugar no coração dos portugueses que aprendem norueguês.... Continue Reading →

Chilrear!

Primavera, és tu? Consegues ouvir-me? À tua espera! Estou de volta a casa, de janela aberta, e hoje há sol. O frio continua lá, mas abri a janela como se assim pudesse entrar mais luz, meio por lógica meio por desespero. Tenho saudades da Primavera! De Portugal chegam fotos das flores, das azedas (ai, as... Continue Reading →

Dar valor

Talvez uma das maiores lições que os últimos anos me ensinaram - a dar valor. É fácil queixarmo-nos da vida, difícil é reconhecermos as coisas boas que estão aqui todos os dias e às quais já nos habituámos e temos como garantidas. Ou mesmo reconhecermos o valor da própria vida, em que cada dia é... Continue Reading →

Røros

Estivemos em Røros sensivelmente 24 horas, é um sítio pequeno e envolvente e isso foi tempo suficiente para o conhecer. Como todos os bons passeios, 24 horas parece menos por escrito do que na realidade senti, pois quando estamos num local que gostamos é como se o tempo parasse... Um dia bem passado rende mais... Continue Reading →

Um Site da Web WordPress.com.

EM CIMA ↑