Pensamentos Aleatórios

Mais que as mães

Ao entrar com o F num estabelecimento deparámo-nos com uma enorme fila para ser atendidos. Dado o meu "estado de graça" resolvi tirar o e-reader da mala e sentar-me a ler enquanto ele esperava. Passado um bocado precisei de lhe dizer qualquer coisa e, em vez de me levantar, olhei e falei (com um à vontade e… Continue reading Mais que as mães

Pensamentos Aleatórios

Não me apetece

Não me apetece estar aqui a escrever, mas estou, porque também não me apetece ver o meu blogue ao abandono (e no fuuundo tenho saudades de publicar qualquer coisa)... Não me apetece estar em casa, mas também não me apetece estar na rua. Não me apetece neve e temperaturas negativas, mas também não me apetece… Continue reading Não me apetece

Norueguices

Natal sensual

Sensual é pouco, sexual seria mais apropriado, mas não quero assustar ninguém... Hoje trago-vos um anúncio de Natal que, achei eu, está genial! Se há coisa que nesta terra me diverte imenso é o tipo de humor que eles utilizam nos anúncios, o Marketing nórdico - "directo ao assunto" e menos preocupado com o politicamente… Continue reading Natal sensual

Pensamentos Aleatórios

Olá 29!

Ontem fiz 29 anos. Escrevo isso e o meu cérebro teimoso e desmancha prazeres (ou causador de pânicos) sussurra-me que na realidade completei o meu vigésimo nono ano de vida e entrei no trigésimo. Aspectos técnicos aparte, tenho 29 anos! Olá 29, prazer em conhecer-vos. Que durem muito, sim? Vou usar-vos com classe - ou… Continue reading Olá 29!

Pensamentos Aleatórios

28 anos: A minha primeira ruga

Hoje de manhã, durante a minha rotina habitual de tratar da pele, observei a minha primeira ruga (na testa). É uma coisa pequenina, que apareceu durante o último ano talvez, e que me fez pensar em ... rugas. Antes de ter a minha primeira ruga, eu brincava com o assunto das rugas. Pensava "mas porque… Continue reading 28 anos: A minha primeira ruga

Pensamentos Aleatórios

A aterragem

Socorro!!! "Estou um pouco confusa..." (Ler com voz de Floriseca) De regresso ao dia-a-dia, ainda sem me ter adaptado a estar de volta ao Norte. Cheguei ontem de madrugada de Lisboa - foi abrir a porta de casa e ir para a cama o mais rápido possível porque vínhamos exaustos. Trabalho no aeroporto, por isso… Continue reading A aterragem

Pensamentos Aleatórios

Estar em Portugal é estranho

Vim visitar o país onde cresci, visitar os amigos e familiares, os que ficaram cá. São dias passados a correr de um lado para o outro, para satisfazer todos os pedidos, e a tentar ter energia para tudo. "Férias", dizem eles. Ser emigrante também é isto, até porque todos esperam que sejamos nós a visitar,… Continue reading Estar em Portugal é estranho