Norueguices

Escuridão

Perguntam-me frequentemente como é lidar com o Inverno na Noruega. Sempre considerei o excesso de horas de luz no Verão pior, afectou-me imenso o sono nos primeiros anos. Isso foi mudando, o meu corpo adaptou-se. Mas a cabeça... Essa resolveu notar progressivamente a escuridão. Não é tanto a escuridão mas sim a falta de luz… Continue reading Escuridão

Janelinha Pop-up, Norueguices

Crescer na Noruega

Coloquei no Instagram stories do blogue uma fotografia do C. na creche e recebi várias mensagens de pessoas curiosas em como será a creche aqui. Já que tenho um pequeno português (discutível...) a crescer na Noruega, siga falar sobre isso. Questões como o abono de família foram abordadas neste artigo, para que conste. Para além desse… Continue reading Crescer na Noruega

Pensamentos Aleatórios

Um beco sem saída

Num final de tarde de Inverno, noite cerrada aqui no norte, caminhava pelas ruas de Oslo uma mãe portuguesa com o seu bebé no carrinho. Ela estava de licença de maternidade e tinha ido aliviar o stress das rotinas, da repetição, com um passeio para conhecer a sua nova vizinhança. Havia neve, muita neve. Encontravam-se… Continue reading Um beco sem saída

Pensamentos Aleatórios

Processador afinado

Gosto de ter sempre pelo menos uma janela entreaberta, mesmo no Inverno (há quem me chame maluca). Há coisa de 5 minutos estava sentada e concentrada em frente ao computador, quando o meu cérebro me mandou prestar atenção aos sons que me chegavam da rua. Não sabendo bem porquê, comecei a escutar. Aqui em frente… Continue reading Processador afinado

Norueguices

Dugnad

Dugnad: esta palavra pode significar muita coisa e é um enorme símbolo do sentido de comunidade norueguês. Dugnad é quando várias pessoas se juntam para fazer um trabalho que no fim beneficiará todos - voluntariamente. Solidariedade! Quando a crise rebentou, o Governo pediu-nos um dugnad. Não houve Estado de Emergência, contou-se com a boa vontade… Continue reading Dugnad

Norueguices

Ironia do acaso

Durante o meu primeiro ano na Noruega aproveitei o facto da biblioteca estar "em limpezas" para ir lá buscar livros. Ainda não sabia nada da língua por isso escolhi aleatoriamente um para crianças, achando que seria mais fácil aprender assim. Quando o C. nasceu aproveitei esse livro para lhe começar a ler em norueguês. Quis… Continue reading Ironia do acaso